Edição nº 1129 12.07 Ver ediçõs anteriores

Protesto contra Bolsonaro faz rede sueca de supermercados banir produtos brasileiros

Protesto contra Bolsonaro faz rede sueca de supermercados banir produtos brasileiros

A política permissiva com os agrotóxicos adotada pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL) tem causado os primeiros problemas no exterior. A rede sueca de supermercados Paradiset anunciou um boicote a todos os produtos oriundos do País. Neste ano, o Brasil já liberou 197 tipos diferentes de pesticidas – 26% deles são proibidos na Europa por riscos à saúde e ao meio ambiente. “Precisamos parar [o presidente] Bolsonaro, ele é um maníaco”, disse o presidente do grupo Paradiset, Johannes Cullberg, em entrevista à agência RFI. A Paradiset é a maior rede de produtos orgânicos da Escandinávia. Os primeiros produtos brasileiros a sumirem das gôndolas das lojas foram melão, melancia, limão, manga, água de coco, duas marcas de café e uma barra de chocolate que contém 76% de cacau brasileiro na composição.

(Nota publicada na Edição 1125 da Revista Dinheiro)


Mais posts

1,2 trilhão de árvores para conter o aquecimento global

O plantio massivo de mudas de árvores em espaços que ainda não foram urbanizados ou tomados pela agropecuária pode ajudar o mundo na [...]

Terras indígenas e áreas de proteção ambiental em xeque na Amazônia

A expansão das atividades na Floresta Amazônica coloca em risco mais de ⅔ das reservas indígenas e de áreas protegidas, segundo um [...]

Frio aquecido

A Kroton, dona de bandeiras educacionais como Anhanguera, Fama e Unopar, fechou uma parceria com a Cruz Vermelha Brasileira para arrecadar doações de casacos, calçados, cobertores e outras roupas de frio, nos tamanhos adulto e infantil, que estejam em bom estado de conservação. A organização humanitária também aceita roupas e sapatos — especialmente nas regiões […]

Fundação Toyota lança EAD gratuito

A Fundação Toyota do Brasil, braço social da montadora multinacional japonesa Toyota, está comemorando 10 anos de existência. Para [...]

O mundo respira por aparelhos

Em dezembro de 2018, um relatório da organização Global Carbon Project, que foi produzido por 76 cientistas de 15 países, apontou que o [...]
Ver mais