Economia

Projeto que barra registros no SPC e Serasa durante pandemia deve ser discutido hoje

Crédito: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

A Cãmara está fazendo votações através de plenário eletrônico, com Rodrigo Maia conduzindo a Casa (Crédito: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados)

O Plenário da Câmara dos Deputados pode votar nesta terça-feira (9) o Projeto de Lei 675/20, que suspende a inclusão de novos inscritos em cadastros negativos como Serasa e SPC durante a pandemia de Covid-19. A proposta foi aprovada pelos deputados no último dia 9 de abril e será novamente analisada porque foram feitas alterações no Senado.

Segundo o texto do Senado, durante o estado de calamidade pública relacionada ao coronavírus (até 31 de dezembro de 2020), a inscrição de registros de informações negativas de consumidores relativas às obrigações de dívidas deverá ser apartada dos cadastros normais. Transcorrido esse período, o cadastro volta à situação normal, exceto se houver pedido de renegociação por parte do devedor.

+ Demanda por crédito tem queda recorde de 25,7% em abril, diz Serasa Experian
+ Inadimplência de famílias atinge maior taxa para maio da série histórica, diz CNC
+ Aumento na inadimplência de empresas preocupa bancos e entra no radar do BC

Enquanto durar o decreto, as inscrições de registros de informações negativas dos consumidores, inclusive aquelas anteriores à pandemia da Covid-19, não poderão ser usadas para restringir o acesso a linhas de crédito ou programas de fomento que visem ao enfrentamento das consequências econômicas da pandemia.

Também ficarão suspensas as execuções judiciais cíveis propostas contra consumidores por obrigações vencidas a partir de janeiro de 2020.

Em caso de descumprimento das regras pelos cadastros de crédito, os valores arrecadados com multas serão destinados ao combate à Covid-19, na compra de medicamentos, insumos, materiais e equipamentos.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

O texto do Senado também obriga os bancos públicos a disponibilizar linhas especiais de crédito de até R$ 10 mil para a renegociação de dívidas dos consumidores inscritos nos cadastros negativos.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel