Giro

Projeções climáticas do ano 2.500 mostram a Terra irreconhecível

Crédito: Reprodução/Ilustração

A maioria dos estudos da mudança climática se concentram ainda neste século. Mas as projeções do nosso planeta para daqui mil anos são assustadoras (Crédito: Reprodução/Ilustração)

O Acordo de Paris é um dos tratados internacionais mais famosos para o combate à mudança climática. O objetivo, nesse sentido, é manter o aumento da temperatura abaixo dos 2°C em relação ao início da era industrial, até 2100. Contudo, uma nova projeção climática indica um planeta alienígena para humanos no ano de 2500.



Como relata a pesquisa, publicada no periódico Global Change Biology, a maioria esmagadora dos estudos da mudança climática se concentram ainda neste século. Isso sobretudo devido às diversas metas globais que levam em conta esse período.

+ Aquecimento global: 6 cidades que podem estar submersas até 2100

Além disso, há o fator da vida humana. Ou seja, no ano de 2100, as crianças atuais serão idosas – ao menos de acordo com a nossa expectativa de vida neste momento. Esse período, portanto, tem impacto direto na geração Z.

Todavia, a equipe de pesquisadores resolveu expandir os horizontes de estimativas em mais 400 anos. Os resultados, ademais, mostram cenários bastante preocupantes, inclusive com ilustrações de um planeta alienígena.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Com o auxílio de artistas, a equipe compôs análises visuais de como o planeta estará em 2500. Estas análises contam com registros históricos, datando em torno do ano 1500, além de imagens do planeta em 2020. As representações mostram a Amazônia, o Meio-Oeste dos EUA e a Índia.

Confira abaixo a representação da Floresta Amazônica em 1500, em 2020 e 2500, respectivamente:

Planeta alienígena: desaparecimento da Amazônia e mudanças na agricultura

A pesquisa reforça, em suma, a importância de ações rápidas e eficazes para o combate à mudança climática. De acordo com estimativas, o planeta deve caminhar para um aquecimento de 2,7°C até o ano de 2100, levando-se em consideração políticas atuais.

Ou seja, ainda estamos 0,7°C acima do que seria o mínimo saudável para a espécie humana. Assim, a nova projeção mostra que talvez esses valores precisem ser ainda menores para garantir a qualidade de vida da humanidade nos séculos seguintes ao atual.

Analisando dados da cobertura vegetal, dinâmica de temperatura do planeta e perda de biodiversidade, por exemplo, os autores preveem o desaparecimento total ou de grande parte da Floresta Amazônica como conhecemos.

Ademais, os Estados Unidos devem – segundo a pesquisa – depender do cultivo altamente artificial de palmeiras e suculentas em climas áridos, no lugar do milho, a principal commodity do país.

Ainda a pesquisa retrata que o subcontinente indiano pode precisar de adaptações tecnológicas para combater o calor extremo e manter a produção de alimento, com trajes e equipamentos dignos de um planeta alienígena.

Representações do subcontinente indiano ao longo dos períodos citados

Além de alertar, mais uma vez, quanto à mudança climática, contudo, a pesquisa tem um segundo objetivo bastante interessante. Por meio destas estimativas e representações, a equipe quer expandir os estudos sobre a alteração do clima.

De acordo com os autores, por exemplo, os estudos mais completos do tipo estimam a dinâmica ecológica até, no máximo, o ano 2300, apesar de outras tentativas. Vale ressaltar que, mirando-se em uma meta global mais longa para o combate ao aquecimento global, os resultados imediatos podem ser bastante favoráveis também.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto