Giro

Programa pode pagar US$ 10 mil para fazer home office em Tulsa

Crédito: Reprodução/Tulsa

o programa foi lançado em 2018 e já recebeu mais de 20 mil inscrições de pessoas em todo o mundo em busca de um novo lugar para chamar de lar. (Crédito: Reprodução/Tulsa)

O “Tulsa Remote” quer atrair pessoas talentosas e enérgicas para Tulsa, em Oklahoma, nos EUA. Financiado pela George Kaiser Family Foundation, o programa foi lançado em 2018 e já recebeu mais de 20 mil inscrições de pessoas em todo o mundo em busca de um novo lugar para chamar de lar.

Segundo um diretor executivo da Tulsa Remote, “procuramos trazer pessoas de diversos setores e conjuntos de habilidades que tragam empregos com eles para nossa economia e, ao mesmo tempo, o crescimento populacional é sempre importante.”

+ Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
+ Grife canadense lança campanha para o home office: paletó, gravata e cuecas

As regras são simples: os candidatos devem ser trabalhadores remotos em tempo integral ou autônomos fora de Oklahoma e qualificados para trabalhar nos Estados Unidos. Eles devem ter mais de 18 anos e poder se mudar para Tulsa dentro de seis meses. Uma vez aceitos, os destinatários concordam em morar em Tulsa por pelo menos um ano.



Os 10 mil dólares são pagos na forma de um subsídio e é distribuído ao beneficiário ao longo de um ano. O programa oferece espaço de trabalho gratuito e promoções de hospedagem em determinados apartamentos.

Desde 2018, Tulsa Remote aceitou 400 pessoas no programa – apenas três das quais deixaram a cidade. Acredita-se que até o final do ano 500 pessoas terão se mudado para Tulsa por meio do programa.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel