Política

Procuradores votam lista tríplice nesta terça; candidatos fazem oposição a Aras

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Atual procurador-geral da República, Augusto Aras ainda pode ser reconduzido ao cargo (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) votam nesta terça-feira, 22, os nomes que vão compor a lista tríplice que será enviada ao presidente Jair Bolsonaro para escolha do novo chefe da instituição. Três subprocuradores disputam as eleições internas: Luiza Frischeisen, Mario Bonsaglia e Nicolao Dino. O atual procurador-geral da República, Augusto Aras, ainda pode ser reconduzido ao cargo.

Por lei, o presidente da República não é obrigado a escolher entre os indicados pela classe. Bolsonaro, inclusive, foi o primeiro a romper com a tradição, que vinha desde 2003, no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao desprezar a lista e nomear Aras. O “alinhamento” do PGR com o Planalto é criticado pelos candidatos: os três já afirmaram que faltou ação diante da gestão da pandemia.

CPI da Covid pode investigar plataformas de redes sociais, diz Aziz

Embora Bolsonaro não tenha sinalizado que, desta vez, pretende usar a relação para fazer a escolha, a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) decidiu manter a eleição. A entidade planeja encaminhar a lista ao presidente até o dia 2 de julho. A indicação deve ser formalizada até setembro.



Luiza Frischeisen, Mario Bonsaglia e Nicolao Dino, que é irmão do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), um das principais lideranças de oposição ao bolsonarismo, já compuseram listas tríplices em anos anteriores, mas acabaram preteridos na hora da indicação presidencial. Os três integram o Conselho Superior do Ministério Público Federal e fazem oposição a Aras.

Além das críticas pela falta de atuação em relação ao governo, uma das principais divergências é sobre a cruzada promovida pelo atual procurador-geral contra a Operação Lava Jato. Aras pôs fim às forças-tarefas como grupo de trabalho isolado e integrou os procuradores em Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaecos).

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago