Sustentabilidade

Procurado na Flórida responsável por escrever ‘Trump’ nas costas de peixe-boi

Procurado na Flórida responsável por escrever ‘Trump’ nas costas de peixe-boi

Um peixe-boi em adaptação antes de ser solto na natureza, em Santo Domingo, República Dominicana, 28 de outubro de 2020 - afp/AFP

As autoridades americanas estão buscando informações para ajudar a encontrar o responsável por marcar a palavra ‘Trump’ nas costas de um peixe-boi da Flórida, confirmou uma porta-voz nesta segunda-feira (11).

O vídeo do peixe-boi com o sobrenome do presidente americano claramente escrito em letras grandes nas costas foi divulgado pelo jornal local Citrus County Chronicle.

Uma porta-voz do Serviço Federal de Pesca e Vida Selvagem (FWS) confirmou a informação à AFP e pediu a potenciais testemunhas que relatassem informações sobre o crime.

O detetive do FWS Craig Cavanna disse ao Citrus County Chronicle que não pode comentar sobre “uma investigação em andamento”.

Ele acrescentou que o responsável pode receber uma multa de até 50.000 dólares e ser sentenciado com um ano na prisão federal por assediar uma espécie protegida.

O peixe-boi agredido foi encontrado no domingo, quatro dias depois que os apoiadores de Trump invadiram o Congresso, deixando cinco mortos, embora não esteja claro quando o ataque ao animal foi cometido.

O animal nadava nas águas do rio Homosassa, em uma área na costa oeste da Flórida onde os peixes-boi se reúnem nesta época do ano em busca de águas quentes.

As águas rasas dos canais os tornam acessíveis aos turistas, que fazem excursões para nadar entre os mansos sirênios. No entanto, eles também estão mais expostos a agressores.

A Flórida tem uma população de cerca de 7.500 peixes-boi, mamíferos herbívoros que fazem parte da família dos elefantes, com bigodes no focinho, olhos lânguidos e cauda de colher.

Apesar de seu enorme tamanho – podem atingir quatro metros e pesar meia tonelada -, são vítimas fáceis de barcos que navegam em velocidades muito altas em canais ou zonas costeiras.

De acordo com dados da Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida, dos 637 peixes-boi que morreram em 2020, 90 morreram em colisões de barcos e 15 por outras razões relacionadas ao homem.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel