Ciência

Primeiro astronauta dos Emirados volta à Terra como herói

Primeiro astronauta dos Emirados volta à Terra como herói

Hazzaa Al-Mansuri, antes de embarcar na Estação Espacial Internacional (ISS), em 25 de setembro de 2019 - AFP

Hazzaa Al-Mansuri, dos Emirados Árabes Unidos e primeiro cidadão de um país árabe a passar pela Estação Espacial Internacional (ISS), voltou à Terra nesta quinta-feira, após uma missão de oito dias.

O astronauta, que se tornou um herói em seu país de origem, aterrissou nesta quinta às 10h59 GMT (7h59 de Brasília), nas estepes do Cazaquistão, junto com o americano Nick Hague e o russo Alexei Ovchinin, que sobreviveram ao fracassado lançamento de seu foguete no ano passado.

A cápsula na qual os três homens viajaram se soltou da estação orbital às 07h36 GMT (4h36 de Brasília), a primeira etapa de sua viagem de volta à Terra, que durou três horas.

Hague e Ovchinin passaram 203 dias na ISS, enquanto Hazzaa Al-Mansuri chegou lá em 25 de setembro. Os dois astronautas que o acompanharam na viagem de ida, o russo Oleg Skripochka e a americana Jessica Meir, não voltarão à Terra até a próxima primavera boreal.

Embora tenha sido breve, a missão de Hazzaa gerou imenso orgulho nos Emirados Árabes Unidos, recém-chegado ao setor espacial, e que anunciou recentemente que enviará uma sonda para Marte até 2021.

Aos 35 anos, Hazzaa Al-Mansuri fez com que os Emirados Árabes Unidos ingressassem no pequeno clube de países árabes que enviaram um homem ao espaço, assim como a Arábia Saudita em 1985 e a Síria em 1987.

Durante sua missão, o astronauta postou no Twitter fotos da vista do espaço dos Emirados Árabes Unidos e de Meca, o lugar mais sagrado do Islã.

cr-tbm/pop/ia/jvb/me