Giro

Presidente de Portugal encontra Lula em São Paulo



Reunião ocorre após Bolsonaro cancelar almoço com Rebelo de Sousa, contrariado pelo compromisso do líder português com o petista. Chefe de Estado europeu também visita Bienal do Livro.O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, se reuniu na manhã deste domingo (03/07) em São Paulo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele tinha ainda um almoço agendado para esta segunda-feira com o presidente Jair Bolsonaro (PL), mas o brasileiro desmarcou após saber do compromisso do chefe de Estado português com o petista.

A reunião aconteceu no Jardim Paulista, na residência oficial do cônsul-geral de Portugal em São Paulo, Paulo Nascimento e teve a presença do diplomata Celso Amorim, que foi ministro das Relações Exteriores de Lula.

De acordo com o portal UOL, pessoas próximas a Lula informaram que os dois trataram de temas econômicos, sociais e ambientais. A conversa durou pouco mais de uma hora.

Visita à Bienal do Livro




Rebelo de Sousa visitou à tarde a Bienal do Livro de São Paulo, que tem Portugal como país homenageado. Depois, também tem agendada uma reunião com o ex-presidente Michel Temer num hotel em São Paulo. O programa dele na capital paulista termina com uma recepção à comunidade portuguesa no Consulado Geral de Portugal.

O presidente português viajou de Lisboa ao Rio de Janeiro, onde chegou no sábado para participar numa sessão comemorativa do centenário da travessia aérea do Atlântico Sul por Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

Até sábado à noite permanecia a dúvida sobre se viajaria ou não de São Paulo para Brasília, para se encontrar com Bolsonaro na segunda-feira.


Jair Bolsonaro anunciou que tinha decidido cancelar o almoço “e toda a programação” entre os dois por causa do encontro marcado entre Marcelo Rebelo de Sousa e Lula.

O líder português minimizou a desfeita do governante brasileiro, afirmando que “ninguém morre por causa de um almoço cancelado”.

“Um almoço pode acontecer agora, pode acontecer em setembro, pode acontecer em outubro, pode acontecer em novembro”, afirmou neste sábado, ao falar com jornalistas num hotel em Copacabana.

Marcelo Rebelo de Sousa disse que aguardava uma eventual comunicação oficial do governo brasileiro cancelando o convite para o encontro em em Brasília.

md (Lusa, ots)