Giro

Prefeitura do Rio volta atrás e limita exigência de passaporte vacinal da covid

Em decreto publicado nesta sexta-feira, 3, a Prefeitura do Rio de Janeiro voltou atrás e retirou a exigência da apresentação do passaporte de vacinação contra a covid-19 em shopping centers e centros comerciais, além de táxis e serviços de transporte de passageiros por aplicativo. Na quinta-feira (2), a cidade tinha ampliado a obrigatoriedade do passaporte, mas o prefeito Eduardo Paes (PSD) reconheceu um certo “exagero” nas medidas.



Apesar da flexibilização das medidas, continua sendo obrigatória a apresentação da comprovação de vacinação para acesso a estabelecimentos de hospedagem e acomodação, incluindo as locações de imóveis por temporada e os serviços contratados por aplicativo. O documento também passará a ser exigido em bares, lanchonetes, restaurantes, refeitórios, serviços de alimentação e de beleza.

Na quinta, o prefeito do Rio de Janeiro adiantou o recuo publicado nesta manhã. Paes reconheceu a importância do passaporte de vacinação, mas disse que não adianta criar medidas sem que a população as cumpra.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022