Giro

Prefeitura do Rio inicia demolições na Muzema

A Prefeitura do Rio de Janeiro iniciou no fim da manhã desta terça-feira, 3, a demolição de prédios irregulares na Muzema, comunidade na zona oeste da cidade, onde, em abril do ano passado, dois edifícios desabaram causando a morte de 24 pessoas. As demolições, segundo promessa da Prefeitura, serão feitas apenas em prédios que ainda estão em construção.

A ação estava prevista para iniciar às 9h30, mas moradores fizeram barricadas na entrada do Condomínio Figueiras do Itanhangá, onde fica o conjunto de prédios, para tentar impedir o início das demolições. Após cerca de uma hora de negociações e a promessa de que nenhum imóvel habitado seria destruído, os moradores acabaram permitindo o acesso de funcionários para iniciar a operação.

Uma decisão judicial, que é contestada pela Defensoria Pública, já autorizou a Prefeitura do Rio a demolir também seis edifícios já ocupados, mas que estão em área de risco na localidade. Um acordo, porém, estabeleceu que novos testes nas edificações serão feitos para tentar evitar a derrubada.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?