Meio ambiente

Prefeito de Nova York organiza protesto dentro da Trump Tower

Prefeito de Nova York organiza protesto dentro da Trump Tower

Prefeito de Nova York, Bill de Blasio, organiza manifestação na Trump Tower para pedir a Donald Trump que seus edificios sejam menos poluentes - GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP

O prefeito de Nova York, o democrata Bill de Blasio, que tem aspirações presidenciais para 2020, organizou nesta segunda-feira um protesto dentro da Trump Tower para denunciar que os edifícios do presidente dos EUA estão “entre os maiores poluidores” da cidade.

De Blasio reuniu cerca de 70 manifestantes que gritaram “nosso planeta não é seu lucro!” e garantiu que os edifícios de Donald Trump em Nova York “produzem emissões de gases de efeito estufa equivalente a de 5.800 carros por ano”.

Três semanas após a adoção de uma lei que exige que os edifícios de mais de 2.300 m2 reduzam suas emissões em 40% até 2030, o prefeito se posiciona à frente de uma luta contra Trump e contra o aquecimento global.

De acordo com De Blasio, a Trump Tower poderá ser multada em até US$ 500 mil por ano se não respeitar a nova lei, enquanto o total de seus oito arranha-céus de Nova York poderão custar US$ 2,1 milhões em multas.

“Esta é a minha mensagem para o Presidente Trump: não faça bobagens em nossa cidade (…) Respeite os nova-iorquinos, informe-se sobre o que acontece em sua cidade natal, repare seus edifícios e, aproveitando, mude de política e retorne para o Acordo de Paris “, disse De Blasio, que se referiu a Trump como um” negador da mudança climática “.

De Blasio disse que anunciará esta semana se vai ou não participar das primárias democratas em 2020.

As pesquisas lhe são muito desfavoráveis, inclusive em sua cidade. A última, do início de abril, aponta que 76% dos nova-iorquinos não querem que ele se lance à presidência.