Economia

Preço baixo faz Tivit desistir de IPO na B3

A empresa de tecnologia da informação Tivit decidiu cancelar sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). Mesmo após ter encontrado demanda ao preço de R$ 35 – bem abaixo do piso previsto, de R$ 43 -, a companhia decidiu suspender sua abertura de capital.

No ano, esta é a terceira oferta a ser cancelada. Além de Tivit, a locadora de automóveis Unidas desistiu do seu IPO no início do ano e a Ser Educacional cancelou sua oferta subsequente – a última, porém, estava com precificação marcada na mesma semana em que eclodiu a delação dos executivos da JBS, o que trouxe muita instabilidade ao mercado.

Nesta semana, outras definições de preço foram pressionadas, como a da empresa de alimentos Camil, que só saiu após redução de valor, e a do Magazine Luiza, oferta subsequente precificada R$ 65. A Camil, que estreou ontem, foi a sétima abertura de capital na B3 neste ano. Apesar da desistência da Tivit, a expectativa é de aumento de volume das ofertas de ações. Até o momento, o giro já soma R$ 28 bilhões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km

Tópicos

IPO tecnologia