Edição nº 1122 24.05 Ver ediçõs anteriores

Praia da Grama ganha ondas artificiais em Itupeva

Praia da Grama ganha ondas artificiais em Itupeva

A incorporadora KSM, em parceria com o complexo de alto padrão Fazenda da Grama, em Itupeva, interior paulista, lança em junho a primeira piscina com ondas artificiais para surfe dentro de um condomínio residencial, a Praia da Grama. O espaço contará com uma área e 91 m2. A ideia do projeto, assinado por Gui Mattos, inclui uma faixa de areia natural de meio quilômetro de extensão, vegetação nativa da Mata Atlântica e um mar de pedras.

“Criamos construções radiais, abertas, como se fossem grandes varandas voltadas para o mar”, diz Mattos. A tecnologia por trás da novidade foi importada da Wavegarden, empresa espanhola especializada em criar uma piscina com ondas artificiais com até dois metros de altura. Para aproveitar essa experiência, no entanto, é preciso ser dono de um lote. O preço médio dos terrenos é de R$ 2,2 milhões.

(Nota publicada na Edição 1119 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Porsche original de 1939 vai a leilão

O Porsche 64 – primeiro veículo da marca – vai a leilão em agosto na Monterey Car Week pela RM Sotheby’s. O carro foi projetado [...]

Menu para poucos e bons

O Hotel Principe di Savoia em Milão, membro da rede hoteleira de luxo Dorchester Collection, está oferecendo uma experiência [...]

“Meules” é a mais cara obra impressionista

Pintado por Claude Monet (1840-1926) dentro da série impressionista “Palheiros”, de 1890, que retrata montes de feno nos campos, [...]

O melhor restaurante da América Latina é do Peru

Se você está com viagem marcada para o Peru, acrescente mais uma parada ao roteiro. O restaurante local Maido foi eleito o melhor da [...]

Dalmore L’ Amina, o single malt de meio milhão

Uma garrafa do single malt escocês Dalmore foi arrematada por R$ 560 mil em leilão na Sotheby’s de Londres. A destilaria nas highlands [...]
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.