Geral

Postagens viralizam no LinkedIn e são convertidas em vagas

Crédito: Divulgação

Eles utilizaram seus perfis para compartilhar o desejo por uma recolocação no mercado de trabalho e funcionou (Crédito: Divulgação)



O LinkedIn é conhecido como a rede social para os contatos profissionais, mas o técnico administrativo Wellington Failla e o estudante de jornalismo Jonathan Sousa não imaginavam o poder de suas publicações. Eles utilizaram seus perfis para compartilhar o desejo por uma recolocação no mercado de trabalho e funcionou.

Há um mês, Wellington relatou as dificuldades que estava enfrentando pela falta de trabalho durante a pandemia da covid-19. Com uma filha de 4 meses, ele conta na publicação que não podia esperar por uma vaga e decidiu fazer entregas para gerar renda. A história teve mais de 125 mil reações e 3 mil comentários.

+ Universidade lança curso online para executivos e gestores financeiros
+ Home office está afetando a saúde dos trabalhadores, diz pesquisa do LinkedIn

Com o alcance do post, Wellington foi indicado para diversas vagas, ganhou cursos, seguro de vida (para a sua atuação como entregador) e uma conta premium no LinkedIn. Além disso, foi contrato para a área administrativa da Ambev.



A história inspirou Jonathan a compartilhar o seu dia a dia também. O estudante de jornalismo, que trabalhava em uma rede de supermercados, contou o sonho de atuar na área de formação. A publicação, com mais de 30 mil curtidas, rendeu uma breve passagem pela agência de publicidade SupremeAG. Hoje, Jonathan é estagiário no núcleo de jornalismo investigativo da Record TV.