Negócios

Por compra da Oi, consórcio Vivo, TIM e Claro oferta R$ 16,5 bi

Crédito: Reprodução/Facebook

A Oi recebeu proposta de suas rivais no mercado de telefonia móvel, mas acabou dando exclusividade para a Highline (Crédito: Reprodução/Facebook)

Após serem deixadas de lado pela Oi, que fechou contrato de exclusividade com a norte-americana Highline, o consórcio Vivo, TIM e Claro – principais operadoras de telefonia do País – voltaram a fazer uma nova oferta pelos ativos móveis da empresa, agora no valor de R$ 16,5 bilhões.

Na semana passada as três empresas haviam feito uma proposta conjunta de compra da Oi, mas a Highline acabou oferecendo mais dinheiro e o contrato de exclusividade permite que a norte-americana cubra outras ofertas superiores à sua até o dia 3 de agosto.

+ Oi esnoba TIM, Claro e Vivo e fecha acordo com grupo dos EUA
+ BTG: união de Claro a TIM e Vivo por Oi Móvel pode reduzir competição pelo ativo
+ Teles: reforma tributária elevará carga do setor para 49% e prejudicará 5G

Juntas, as concorrentes querem fatiar a base de clientes da Oi pelo Brasil e evitar acusações de que estariam aumentando de concentração do mercado, caso apenas uma delas comprasse os ativos. Com isso, os futuros problemas com os órgãos de controle de concorrência seriam resolvidos de uma vez só.



A Highline, por outro lado, é controlada pela Digital Colony e havia se candidatado a comprar as unidades de torres da companhia brasileira– um dos ativos a venda no mercado – por R$ 1,076 bilhão. A empresa desenvolve soluções de infraestrutura para a indústria de telecomunicações, atuando em hospitais, hotéis, shoppings e prédios comerciais.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel