Giro

Pompeo ameaça retaliar Rússia se a mesma interferir em eleições nos EUA

Pompeo ameaça retaliar Rússia se a mesma interferir em eleições nos EUA

Pompeo (d) e Lavrov participam de entrevista coletiva no Departamento de Estado, em Washington - AFP

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, advertiu o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, nesta terça-feira (10), que haverá represálias em caso de ingerência nas eleições americanas de 2020.

“Se a Rússia, ou qualquer ator estrangeiro, intervier para minar nosso processo democrático, nós responderemos”, disse Pompeo, em entrevista coletiva ao lado de Lavrov, em Washington.

“O governo Trump sempre trabalhará para a proteção da integridade dos nossos períodos eleitorais”, completou Pompeo, em um momento em que voltam a aparecer suspeitas sobre novas ingerências russas na disputa do ano que vem.

Lavrov rejeitou os ataques contra seu país.

“Afirmamos mais uma vez que todas as especulações sobre nossa suposta interferência nos processos internos dos Estados Unidos são infundadas”.

“Não há nenhum fato para apoiá-las”, acrescentou o chanceler russo.

“Ninguém nos apresentou prova alguma, simplesmente porque não existem”, insistiu.

A comunidade americana de Inteligência acusa a Rússia de ter interferido na eleição presidencial de 2016 nos EUA.