Giro

Policiais e manifestantes mantêm impasse em universidade de Hong Kong

Uma situação de impasse ainda se mantém entre as pessoas que estão protestando contra o governo dentro do campus de uma universidade em Hong Kong e a polícia. Os manifestantes não aceitam se entregar.

Estima-se que cerca de 100 pessoas estejam dentro da Universidade Politécnica. Manifestantes que ocuparam outras universidades, fazendo uso de coquetéis Molotov contra as forças de segurança, já foram removidas.

Nesta terça-feira (20), a polícia informou que havia detido 1.100 pessoas dentro ou nas proximidades do campus Politécnico, mas que posteriormente liberou os indivíduos menores de 18 anos após ter acesso aos documentos de identidade.

A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, está propondo que as eleições de domingo para os conselhos distritais sejam adiadas, declarando que eleições justas e imparciais requerem ambiente seguro para os eleitores. Lam pediu que os manifestantes deem um fim imediato à violência e parem de sabotar as redes de transporte.

*Emissora pública de televisão do Japão