Giro

Polícia tailandesa dispara balas de borracha contra manifestantes pró-democracia

Polícia tailandesa dispara balas de borracha contra manifestantes pró-democracia

Policiais usam jatos d'água para reprimir protesto em Bangcoc - AFP

A polícia tailandesa usou balas de borracha, jatos d’água e gás lacrimogêneo contra manifestantes pró-democracia reunidos neste domingo em Bangcoc diante da residência do premier Prayut Chan-O-Cha.

Cerca de 2 mil pessoas manifestaram-se em frente ao antigo quartel onde vive o premier, ex-chefe militar, cuja demissão é exigida pelo movimento pró-democracia surgido em 2020. Houve confrontos entre policiais e manifestantes, que lançaram pedras, tijolos e garrafas de vidro contra as forças de ordem, que tentaram dispersar a multidão com jatos d’água, gás lacrimogêneo e balas de borracha.

Entre os manifestantes havia imigrantes birmaneses, que protestavam contra o golpe de Estado do último dia 1º em seu país. Segundo um médico do centro de emergências de Erawan, 16 manifestantes ficaram feridos. O coletivo Thai Lawyers for Human Rights deu conta de 19 detidos.

O movimento de contestação, que pede a renúncia do governo, conseguiu mobilizar nas ruas milhares de pessoas na segunda metade de 2020, mas perdeu força nos últimos meses. A prisão de quatro líderes do movimento pró-democracia, no entanto, deu origem a novos protestos.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel