Negócios

Polarização da homofobia

Campanha da Volkswagen para o modelo Polo, com casal homoafetivo, é alvo de ataques homofóbicos nas redes sociais.

Crédito: Divulgação

POLÊMICA SEM FIM Críticas a post dominaram as redes sociais nos últimos dias. Houve até sugestão de boicote aos carros da Volkswagen. (Crédito: Divulgação)

O comercial é antigo, mas o preconceito se mostra mais do que atual. Um post feito pela Volkswagen no dia 6 de maio sobre o modelo Polo viralizou nas redes sociais nos últimos dias e virou alvo de ataques homofóbicos. Na publicação o hatch é exibido ao fundo da imagem com um casal homossexual à frente. Na legenda da foto postada no Twitter, no Instagram e no Facebook da montadora alemã, a legenda diz: “Sabe o que evoluiu com você? O Polo. O que já era bom ficou ainda melhor, com muito mais segurança e tecnologia. Você acessa o seu veículo sem o uso de chaves, aproveita a transmissão automática de seis velocidades e se conecta com tudo pelo VW Play.”

A cena dos dois homens abraçados faz parte de uma série de postagens da empresa sobre o tema diversidade iniciada em junho de 2021. Apesar das diversas mensagens de apoio, a campanha recebeu comentários ofensivos e manifestações preconceituosas, inclusive com sugestão de boicote à Volkswagen. No WhatsApp, por exemplo, o comercial passou a circular em grupos acompanhado por uma mensagem em áudio gravada por uma pessoa desconhecida, com críticas. A homofobia é crime no Brasil desde 2019.

As reações fizeram o tema figurar entre os assuntos mais comentados do Twitter na terça-feira (10). No Facebook o post tinha mais de 22 mil comentários e 31 mil reações na quarta-feira (11). No Instagram eram mais de 7,4 mil comentários. Para efeito de comparação, a postagem de Dia das Mães teve apenas 289 comentários no Instagram da Volkswagen, além de 25 comentários e 117 reações no Facebook.

Em nota, a montadora afirmou que a “diferença enriquece, o respeito une.” Disse ainda celebrar a diversidade sexual e de identidade de gênero e que promover diversidade e inclusão é um dos pilares estratégicos da empresa. “A premissa da marca é garantir um comportamento respeitoso e inclusivo, dentro e fora da empresa, com parceiros diretos e indiretos de negócio.” Mais do que isso, destacou que todos têm “a responsabilidade de continuar aprendendo para contribuir para a luta contra qualquer forma de preconceito.” Ao que tudo indica, no entanto, um longo caminho a ser percorrido. Até mesmo em um Polo.