Economia

Poá perderá quase 30% da receita com mudança do ISS

Sede das operações de cartões e de leasing do Itaú, a cidade de Poá, na região metropolitana de São Paulo, terá sua receita líquida anual reduzida em 29,6% com a mudança na forma de cobrança do ISS (Imposto Sobre Serviços). Diante da queda abrupta de receita, a prefeitura já teve de fazer cortes: diminuiu o número de secretarias de 21 para 14, reduziu os cargos comissionados de 245 para 174 e mandou embora até o único médico pediatra do hospital municipal. “Ele não era concursado. O contrato acabou em outubro e não pude renovar”, diz Gian Lopes, prefeito pelo PR. “Estamos cortando gastos, não tem como aumentar receita com o país em crise.”

Antes da alteração no ISS, a cidade de 115 mil habitantes tinha uma arrecadação de R$ 470 milhões por ano, valor que cairá para R$ 331 milhões. O Itaú era o principal contribuinte do município, com cerca de 30% do total. “Estamos tentando um acordo com o governo do Estado ou com a União. Mesmo com os cortes, não vamos conseguir pagar as contas”, diz o prefeito.

Só com folha de pagamentos, o município gastou R$ 220 milhões em 2016. No ano passado, a cifra caiu em cerca de R$ 10 milhões, após a prefeitura desligar aposentados diante da perspectiva de redução de receita. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

ISS Poá São Paulo