Economia

PMI composto da zona do euro cai a 45,1 em novembro, mostra prévia da IHS Markit

O índice dos gerentes de compras (PMI) composto da zona do euro caiu ao menor nível em seis meses diante da segunda onda de covid-19 no continente, informou nesta segunda-feira, 23, a IHS Markit. O indicador baixou de 50 pontos em outubro a 45,1 na prévia de novembro. A projeção de analistas ouvidos pelo Wall Street Journal era de queda menor, a 47,1. Índices abaixo de 50 indicam retração na atividade.

O tombo foi motivado pela queda no setor de serviços. O PMI do segmento caiu de 46,9 pontos em outubro a 41,3 em novembro, também a mínima em seis meses. A previsão era de recuo a 42,4.

No setor industrial, a prévia do PMI indicou baixa menor do que a esperada pelo mercado. Os economistas projetavam recuo de 54,8 pontos a 53,1. O indicador mostrou queda a 53,6, menor nível, contudo, em três meses.

Para o economista-chefe da IHS Markit, Chris Williamson, os números aumentam a possibilidade de uma nova contração do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro no quarto trimestre. “É importante observar que a nova desaceleração da economia no quarto trimestre representa um contratempo significativo para a saúde da região e prolonga seu período de recuperação”, pontua, em nota.



Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel