Giro

Plataforma de mensageria Gupshup ingressa no clube dos unicórnios após captação de US$100 mi

Crédito: Reprodução/Twitter

Criada em 2004 em São Francisco, a Gupshup fornece serviços integrados de envio de SMS, email, voz e sistemas de chatbot (Crédito: Reprodução/Twitter)

Por Akanksha Rana

BENGALURU, Índia (Reuters) – A Gupshup afirmou nesta quinta-feira que levantou 100 milhões de dólares junto à empresa de investimentos Tiger Global Management, o que fez o provedor de serviços de mensagens ser avaliado em 1,4 bilhão de dólares.

Criada em 2004 em São Francisco, a empresa fornece serviços integrados de envio de SMS, email, voz e sistemas de chatbot. A empresa tem entre os clientes Cisco e Unilever.

+ FMI vê incerteza em torno de políticas econômicas argentinas, diz autoridade
+ Economia vai voltar mais rápido e com mais força no 2º semestre, reafirma Guedes

A companhia, que teve sua última rodada de financiamento há cerca de uma década, disse ter notado uma demanda de investidores maior do que a prevista, então optou por levantar fundos adicionais para aumentar seu portfólio de serviços.

“Este financiamento nos permite aumentar nossos esforços em produtos e vendas, o que tornará a empresa mais atraente para os investidores do mercado”, disse o presidente-executivo, Beerud Sheth, acrescentando que o financiamento acelera a capacidade da empresa de abrir capital.

A Gupshup, que tem crescido exclusivamente com base em seus próprios resultados, teve em 2020 um ritmo de faturamento de 150 milhões de dólares por ano.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel