Agronegócio

Plantio de soja avança para 6,16% das áreas em MT com chuvas favoráveis, diz Imea

Plantio de soja avança para 6,16% das áreas em MT com chuvas favoráveis, diz Imea

Soja em Mato Grosso

Por Nayara Figueiredo

SÃO PAULO (Reuters) – O plantio de soja alcançou 6,16% das áreas para a safra 2021/22 em Mato Grosso, crescimento de 4,95 pontos percentuais na semana e com antecipação na comparação com anos anteriores, em meio a boas chuvas, mostraram dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) nesta sexta-feira.

Segundo o levantamento, os produtores haviam semeado apenas 1,7% da área nesta época da temporada 2020/21, quando o cenário era inverso e a falta de chuvas atrasou os trabalhos. A média histórica para o período é de 3,34%.

O superintendente do instituto, Cleiton Gauer, afirmou à Reuters que o plantio tem avançado com maior ritmo nas regiões norte e médio-norte do Estado, que contam com condições climáticas favoráveis e cultivam algodão ou milho na segunda safra.



“O produtor está se animando com as chuvas que estão acontecendo”, disse ele, citando que, caso as precipitações permaneçam e tenham ampla distribuição, a semeadura poderá apresentar uma evolução grande nas próximas semanas.

Para o Brasil como um todo, a consultoria Pátria AgroNegócios estima que os trabalhos estejam em 3,85% das áreas até o momento, contra 1,22% um ano antes e 5,03% na média dos últimos cinco anos para o período.

“O destaque fica para o Paraná e Rondônia, que lideram o ritmo de semeadura, com quase 20 dias de liberação do vazio sanitário”, disse a consultoria em nota.

Mais cedo, a consultoria StoneX estimou um recorde de 144,26 milhões de toneladas para a produção nacional de soja na safra 2021/22, aumento de cerca de 1 milhão de toneladas na comparação com a projeção do mês passado, com um ajuste positivo na previsão de plantio e diante da expectativa da chegada de mais chuvas.

O relatório apontou aumento das perspectivas de área do grão no Brasil, de 40,1 milhões para 40,45 milhões de hectares para o ciclo 2021/22, com destaque para Mato Grosso — líder na produção da oleaginosa– que deve ter acréscimo de 278 mil hectares.

(Por Nayara Figueiredo)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH902EM-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km

Tópicos

Updated