Tecnologia

Plano de bitcoin em El Salvador parece “à prova de balas”, diz presidente

Plano de bitcoin em El Salvador parece “à prova de balas”, diz presidente

Nayib Bukele, presidente de El Salvador

Por Tom Arnold e Karin Strohecker

LONDRES (Reuters) – El Salvador está determinado a seguir com um plano de tornar a moeda digital bitcoin ser legalmente aceita no país, processo que trará apenas riscos pequenos e se provará um “salto para a humanidade”, disse o presidente do país, Nayib Bukele, em entrevista.

El Salvador se tornou neste mês o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda legal em uma ação que entrará em vigor em setembro.

Em entrevista divulgada nesta quarta-feira, Bukele disse que a medida impulsionará empregos e desenvolvimento econômico para o país da América Central.



Ele disse estar confiante de que o projeto será um sucesso – apesar do Banco Mundial se recusar a oferecer suporte técnico e das preocupações expressas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

“Parece à prova de balas”, disse ele em entrevista ao “podcaster” Peter McCormack. “Tenho certeza de que isso vai funcionar, não só para nós, mas para a humanidade, porque é um salto para a humanidade.”

Bukele disse que a medida diminuirá a dependência de El Salvador do dólar norte-americano.

“(Estaremos) pelo menos nos tornando um pouco menos dependentes da emissão de novos dólares norte-americanos e da nova inflação que vem com todos esses novos dólares”, disse ele.

Não há nenhum plano para manter o bitcoin nas reservas nacionais, embora isso possa acontecer “provavelmente no futuro”, acrescentou.

O Banco Mundial se recusou a dar assistência à implementação do bitcoin em El Salvador, devido a questões ambientais e de transparência.

“Ter o Banco Mundial, consultores ou suporte técnico teria sido bom, mas realmente não precisamos disso”, disse Bukele, acrescentando que os talentos locais são mais do que suficientes.

Analistas expressaram preocupações de que a introdução do bitcoin pode colocar em risco o pedido do país de um programa de 1 bilhão de dólares ao FMI. O Fundo expressou preocupações econômicas e jurídicas em relação à mudança.

“Adotamos o dólar norte-americano no ano de 2001, qual é a diferença?” questionou. “A única diferença, provavelmente, são as razões pelas quais estamos fazendo isso. Em 2001, provavelmente foi feito para o benefício dos bancos e esta decisão é feita para o benefício do povo.”

Bukele também afirmou que recebeu muitos investidores interessados em criar um hub de mineração de bitcoin por meio da exploração de energia renovável gerada pelos vulcões do país.

“Descobrimos novos poços (geotérmicos) que vão nos dar 95 megawatts. Não é muito, mas ainda é bem considerável”, disse o presidente de El Salvador.

Uma instalação de mineração de bitcoin será construída a um custo de 480 milhões de dólares, disse Bukele, acrescentando que bitcoin vai bancar a infraestrutura do país, desde escolas a pontes.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5M16T-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

Updated