Economia

Planejamento lançará licitação para entrega diária de material de escritório


O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse nesta segunda-feira, 11, que o governo federal irá mudar a forma de comprar material de expediente – como papel, cartuchos de tinta, entre outros – a partir do próximo ano. A ideia é passar a fazer licitações para que o suprimento seja entregue a cada dia pelos fornecedores, evitando assim a formação de estoques de material de escritório.

“O objetivo é redução total do estoque guardado nos órgãos e do pessoal que cuida desse estoque”, afirmou Dyogo, após o lançamento do Painel de Custeio Administrativo do governo federal. “Os fornecedores entregarão o necessário a cada dia. Esse é o modelo que entendemos que será o mais eficiente”, completou.

Essas despesas equivalem a R$ 350 milhões por ano e os cálculos do ministério apontam para uma economia de 20% (R$ 70 milhões) quando a nova sistemática estiver implantada em toda a administração federal.

Segundo o ministro, o uso compartilhado de veículos pela administração federal – o Taxigov -, já em uso em Brasília, será levado em 2018 para outras cidades como Rio de Janeiro e São Paulo.