Giro

PL prorroga suspensão do cumprimento de metas de prestador de serviços ao SUS

Deputados aprovaram nesta terça-feira, 14, projeto de lei que dispensa que profissionais que prestam serviços ao Sistema Único de Saúde (SUS) cumpram as metas quantitativas e qualitativas até 30 de setembro deste ano. Em abril, o presidente Jair Bolsonaro sancionou lei semelhante, mas com validade da medida por apenas 120 dias. O texto ainda será analisado pelo Senado.

Assim como no texto anterior, o projeto determina que o pagamento dos procedimentos financiados pelo Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (Faec) deve ser efetuado conforme produção aprovada pelos gestores estaduais, distritais e municipais. O fundo tem finalidade de financiar, por exemplo, novos procedimentos incorporadas à Tabela do SUS.

Os repasses do fundo ocorrem normalmente após a apuração da produção dos estabelecimentos de saúde. De acordo com o texto aprovado pelos parlamentares, os valores do fundo que ficarem represados, referente aos meses de março, abril, maio e junho deste ano, aprovados pelos gestores estaduais, distrital e municipais, serão pagos em parcela única pelo Ministério da Saúde.



Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago