Negócios

Picasso, Monet, Pollock: as 15 obras de arte mais caras da história

Picasso, Monet, Pollock: as 15 obras de arte mais caras da história

O quadro "Les Femmes d'Alger", de Pablo Picasso, foi arrematada por US$ 179,4 milhões em 2015 e está em 8º na lista de obras de artes mais caras da história

A obra “Meules”, de Claude Monet, foi leiloado na última semana por US$ 110,7 milhões e se tornou o quadro impressionista mais caro da história, em um pregão de apenas 8 segundos na prestigiada Sotheby’s.

O feito deixou a obra do impressionista francês na 16ª posição do ranking de peças de arte mais bem avaliadas no mundo. Apesar da cifra impressionante, “Meules” arrecadou apenas 1/4 do maior preço pago por uma obra de arte, ao polêmico quadro “Salvator Mundi”, atribuído ao renascentista Leonardo da Vinci, arrematada por US$ 450,3 milhões em um leilão da  Christie’s, em Nova York, em novembro de 2017.

O Business Insider fez um compilado das obras mais caras já vendidas em leilões ou transições privadas. Pablo Picasso e John Pollock são os artistas mais prestigiados, com duas obras cada na seleta lista. Confira abaixo 15 destas peças milionárias:

15 – “No. 5, 1948”, de Jackson Pollock – US$ 140 milhões (2016)

14 – “Três estudos de Lucian Freud”, de Francis Bacon – US$ 142,4 milhões (2013)

13 – “Adele Bloch-Bauer II”, de Gustav Klimt – US$ 150 milhões (2016)

12. – “Le Rêve”, de Pablo Picasso – US$ 155 milhões (2013)

10 – “Masterpiece”, de Roy Lichtenstein – US$ 165 milhões (2017)

9 – “Nu Couché”, de Amedeo Modigliani – US$ 170,4 milhões (2015)

8 – “Les Femmes d’Alger (“Version O”), de Pablo Picasso – US$ 179.4 milhões (2015)

7 – “Pendant portraits of Maerten Soolmans and Oopjen Coppit”, de Rembrandt – US$ 180 milhões (2015)

6 – “No. 6 (Violet, Green and Red)”, de Mark Rothko – US$ 186 milhões (2014)

5 – “Number 17A”, de Jackson Pollock – US$ 200 milhões (2015)

4 – “Nafea Faa Ipoipo (Quando te Casarás?)”, de Paul Gauguin – US$ 210 milhões (2014)

3 – “Os Jogadores de Cartas”, de Paul Cézanne – US$ 250 milhões (2011)

2 – “Interchange” – Willem de Kooning – US$ 300 milhões (2015)

1 – “Salvator Mundi”, atribuído a Leonardo da Vinci – US$ 450,3 milhões (2017)