Giro

Pfizer vai testar segurança e eficácia da vacina em gestantes brasileiras

Crédito: REUTERS/Dado Ruvic

O levantamento também vai investigar a possível transferência de anticorpos para o feto e monitorar os recém-nascidos por aproximadamente seis meses (Crédito: REUTERS/Dado Ruvic)

A Pfizer anunciou nesta terça-feira, 25, o início de testes clínicos no Brasil para medir a eficácia e segurança da sua vacina contra a covid-19 em gestantes. O estudo será realizado com 200 grávidas acima dos 18 anos e saudáveis, distribuídas em quatro centros de pesquisa pelo País.



O objetivo do estudo é medir a segurança nas mães e nos bebês, a tolerabilidade e a imunogenicidade da vacina desenvolvida em parceria com a BioNTech, após intervalo de 21 dias entre a aplicação das duas doses. O levantamento também vai investigar a possível transferência de anticorpos para o feto e monitorar os recém-nascidos por aproximadamente seis meses.

+ Ministério da Saúde anuncia vacinação de portuários e aeroviários
+ França atingida por campanha misteriosa para desacreditar vacina da Pfizer

As gestantes brasileiras participarão das fases 2 e 3 do estudo mundial, que envolve um total de 4 mil mulheres entre a 24ª e a 34ª semanas de gestação. Os centros escolhidos para liderar o levantamento no País são o Centro Multidisciplinar de Estudos Clínicos, em São Bernardo do Campo; o CMPC Pesquisa Clínica, em Sorocaba; o Hospital de Clínicas de Porto Alegre; e a Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais.

“As mulheres grávidas têm um risco aumentado de complicações e de desenvolver a forma grave da doença. É muito importante reunirmos evidências sobre segurança e eficácia da vacina para este grupo, pensando no binômio mamãe e bebê”, comentou a diretora médica da Pfizer, Márjori Dulcine.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



A vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid foi a primeira a receber no Brasil o registro definitivo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A empresa firmou um contrato com o Ministério da Saúde para fornecimento de 100 milhões de doses até o final deste ano.

Há duas semanas, o ministério suspendeu a aplicação da vacina produzida pela Universidade de Oxford/AstraZeneca em gestantes e puérperas como medida de precaução, após a morte de uma grávida do Rio de Janeiro que havia sido vacinada. O evento adverso também impulsionou a Anvisa a orientar a interrupção do imunizante nesse grupo.

A orientação mais recente indica que a vacinação em gestantes e puérperas com comorbidades que ainda não receberam a vacina deve ser feita com aquelas que não contenham vetor viral, como a Coronavac ou a da Pfizer. Já para as grávidas sem comorbidades pertencentes a outros grupos, como profissionais da saúde ou de outros serviços essenciais, a imunização fica condicionada à prescrição médica, após avaliação de benefício.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto

Tópicos

A vacinação está lenta? animais coronavírus animais podem passar coronavírus AstraZeneca astrazeneca eficácia astrazeneca suspensão astrazeneca trombose aztrazeneca coágulos Fiocruz BioNTech Brasil Brasil possui neste momento vacina para aplicar em toda a população? capitais vacinação coágulo coágulos colapso da saúde Com a chegada de mais vacinas combinação de vacinas como faço para me vacinar? coronavac coronavírus coronavírus cura crise vacinação desconfiança vacina duas doses efeitos colaterais falta de doses falta vacina farmacêuticas grávidas hong konmg covid imunizantes brasil Índia Johnson & Johnson coágulos suspensão moderna uso pediátrico Mutações covid Brasil mutações SP o Brasil tem dose pra vacinar todo mundo o que é variante? pandemia pandemia quantos já morreram? pets hospedeiros Pfizer pfizer 3ª dose pfizer dose de reforço pfizer terceira dose pode vacinar crianças? pool de farmacêuticas por que faltam vacinas? quais empresas fazem vacina? quais vacinas estão no brasil qual é a melhor vacina? quando a vacina pfizer chega ao Brasil? Quando o cronograma será ampliado? quantas farmacêuticas produzem vacina? quantas vacinas o Brasil tem? quantas vacinas tem no brasil? quantas variantes tem no Brasil saiba como entrar na fila da vacinação saiba como se ibnscrever para se vacinar Sanofi segunda dose site vacinação Tags Covid Covid variantes trombose uma pessoa poderá receber doses de fabricantes diferentes? vacina vacina covid vacina doses mutações vacina Pfizer vacina pfizer é melhor que as outras? vacina pfizer eficácia vacina pfizer estudo israelence vacina pfizer israel vacina refrigeração vacinação drive-thru vacinação paralisada vacinação passo a passo vacinação são paulo vacinas vacinas qual a melhor? Hospedeiros variante da índia variante da Tanzânia variante indiana