Giro

Pfizer acredita que terceira dose provavelmente será necessária dentro de 12 meses

Crédito: Reprodução/Divulgação

A farmacêutica disse que sua vacina Covid-19 era mais de 91% eficaz na proteção contra o coronavírus e mais de 95% eficaz contra doenças graves (Crédito: Reprodução/Divulgação)

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse que as pessoas “provavelmente” precisarão de uma dose de reforço da vacina Covid-19 dentro de 12 meses após serem totalmente vacinadas. Seus comentários foram divulgados na última quinta-feira (15), mas foram gravados em 1º de abril.

Bourla disse que é possível que as pessoas precisem ser vacinadas contra o coronavírus anualmente.

+ Brasil receberá 1 milhão de doses da vacina da Pfizer contra Covid-19 em 29 de abril

“Um cenário provável é que haja necessidade de uma terceira dose, algo entre seis e 12 meses e, a partir daí, haverá uma revacinação anual, mas tudo isso precisa ser confirmado. E, novamente, as variantes terão um papel fundamental”, disse ele a CNBC, durante um evento com a CVS Health.

“É extremamente importante suprimir o grupo de pessoas que podem ser suscetíveis ao vírus”, disse Bourla. O comentário foi feito depois que o CEO da Johnson & Johnson, Alex Gorsky, disse à CNBC em fevereiro que as pessoas podem precisar ser vacinadas contra a Covid-19 anualmente, assim como as vacinas contra a gripe sazonal.

Os pesquisadores ainda não sabem quanto tempo dura a proteção contra o vírus depois que alguém foi totalmente vacinado. A Pfizer disse no início deste mês que sua vacina Covid-19 era mais de 91% eficaz na proteção contra o coronavírus e mais de 95% eficaz contra doenças graves até seis meses após a segunda dose. A vacina da Moderna, que usa tecnologia semelhante à da Pfizer, também se mostrou altamente eficaz em seis meses.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Os dados da Pfizer foram baseados em mais de 12.000 participantes vacinados. No entanto, os pesquisadores dizem que mais dados ainda são necessários para determinar se a proteção dura depois de seis meses.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel