Política

PF prende 3 suspeitos de ajudarem na ocultação dos corpos de Bruno e Dom



A Polícia Federal prendeu neste sábado três suspeitos de ajudarem na ocultação dos corpos do indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips, assassinados em junho deste ano no Vale do Javari. De acordo com a PF, os três são familiares de Amarildo Costa de Oliveira, conhecido como “Pelado”, que confessou ter cometido o crime.

Além do envolvimento no homicídio de Bruno e Dom, os detidos também são investigados pela associação com o indivíduo conhecido como “Colômbia” na pesca ilegal na região. Inicialmente tido como peruano, a PF o identificou neste sábado como Ruben Dario da Silva Villar, um cidadão de fato colombiano que usava documentos de identidade falsos do Brasil e do Peru.

Foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva e dez mandados de busca e apreensão na região dos municípios amazonenses de Atalaia do Norte e Benjamin Constant.

“Com o avanço das investigações, a PF identificou fortes indícios de que ‘Colômbia’ seria líder e financiador de uma associação criminosa armada dedicada à prática da pesca ilegal na região do Vale do Javari, responsável por comercializar grande quantidade de pescado que era exportado para países vizinhos”, destacou a Polícia Federal, em nota. “As investigações prosseguem para o total esclarecimento do caso”, completou.