Política

PF diz que segundo suspeito de ataque a Bolsonaro foi liberado

A Polícia Federal informou nesta sexta-feira, 7, que um segundo suspeito de envolvimento no ataque contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) ‘foi detido, ouvido e liberado, mas que segue na condição de investigado’. A investigação mostra que o detido não teria ligação com o ataque ao candidato, mas incitação à violência.

Bolsonaro foi golpeado no abdome. Seu agressor, Adélio Bispo Oliveira, foi preso em flagrante. Disse ter agido ‘por conta própria’. O presidenciável foi operado e está fora de perigo.


Veja também
+ Trombose após vacinação com AstraZeneca: Quais os sintomas e como se deve atuar?
+ Auxílio: Governo antecipa pagamento da terceira parcela; veja o calendário
+ Confira 5 cuidados para ter na hora de vender um carro
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Ex-polegar é atropelado após encontro com Bolsonaro