Política

PF detém eleitor que tirou foto da urna em MS

A Polícia Federal deteve em Dourados (MS) um eleitor que estava tirando foto da urna neste domingo, 7. A prática é considerada crime e pode gerar multa e até a prisão do eleitor. Balanço da PF, em Mato Grosso do Sul, registrou duas ocorrências na capital, Campo Grande – uma de boca de urna e outra de compra de votos.

Na cidade de Corumbá, a Polícia identificou um caso de propaganda irregular e, em Três Lagoas, ato infracional de boca de urna. O suspeito foi encaminhado à Delegacia da Infância de Juventude no município.

Até as 14h, o TSE havia registrado 32 prisões em todo o País por ocorrências eleitorais. Um boletim do Tribunal apontou 102 ocorrências sem detenções. Dos presos, um é candidato e foi detido por divulgação de propaganda no Estado de São Paulo. Outros dois candidatos também se envolveram em ocorrências por divulgação de propaganda em Minas Gerais, mas não foram presos.

Foi registrada ainda uma ocorrência envolvendo um candidato em Mato Grosso, que não teve o motivo divulgado, também sem detenção. Do total de ocorrências sem pessoas detidas (99), 33 foram registradas em Minas Gerais, por divulgação de propaganda.

O maior número de prisões é de Alagoas, que registrou detenção por boca de urna (2), transporte ilegal de eleitores (1), e outros motivos não detalhados pela Corte, correspondendo a seis presos.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel