Política

Pezão chega à prisão da PM, em Niterói, onde ficará em sala de Estado Maior

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (MDB), chegou por volta das 16h10 desta quinta-feira, 29, à Unidade Prisional da Polícia Militar, no bairro Fonseca, em Niterói. Ele ficará preso no local devido a Operação Boca de Lobo.

Antes de chegar em Niterói, Pezão passou pela cadeia José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio, onde passou por uma triagem.

Pezão foi preso na manhã desta quinta-feira no Palácio Laranjeiras, na zona sul do Rio, e de lá foi levado para a sede da Polícia Federal, onde prestou depoimento. Em Niterói, o governador do Rio ficará em uma sala de Estado Maior, por prerrogativa legal do cargo público que ocupa. O local não tem características de uma cela.

O governador do Rio foi preso acusado de receber uma mesada de R$ 150 mil e um décimo terceiro da propina durante o período que era vice-governador. O esquema também teria continuado após a saída do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (MDB), do governo, acusam a PF e o MPF. Segundo os investigadores, Pezão teria assumido a posição de comando da organização, após a prisão de Cabral.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel