Finanças

Petróleo se recupera moderadamente, mas permanece perto de mínimas em 3 semanas

Os futuros de petróleo se recuperam moderadamente nos negócios da manhã, mas permanecem próximos dos menores níveis em três semanas que atingiram na sessão anterior, em meio a sinais de avanços na produção dos EUA e dos elevados estoques globais da commodity.

Às 9h (de Brasília), o petróleo tipo Brent para maio avançava 0,24% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 55,21 por barril, enquanto o WTI para abril subia 0,15% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 52,69 por barril.

Ontem, os preços do petróleo sofreram queda de mais de 2%, influenciados por dados recentes que mostraram novos aumentos na produção e estoques dos EUA.

Os últimos números dos EUA geraram preocupações de que o excesso de oferta global continua, apesar dos esforços da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e de outros grandes produtores de conter sua oferta desde janeiro.

Além disso, a Rússia, maior produtor fora da Opep, tem reduzido sua produção em ritmo mais lento do que se previa.

À tarde, os investidores vão acompanhar a pesquisa semanal da Baker Hughes sobre o número de plataformas em operação nos EUA, que tem mostrado tendência de alta nas últimas semanas.

Além disso, a presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Janet Yellen, e vários outros dirigentes da instituição vão discursar ao longo do dia, o que tende a deixar os mercados financeiros cautelosos. No próximo dia 15, o Fed anuncia decisão de juros. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

Mundo petróleo