Finanças

Petróleo fecha em forte alta, com otimismo por Ômicron e alta da Saudi Aramco

O petróleo fechou em forte alta nesta segunda-feira, 6. A commodity energética foi apoiada por avaliações mais positivas à respeito da variante Ômicron do coronavírus, que segundo os primeiros estudos de autoridades sanitárias não tem provocado quadros graves da doença após a infecção.



A alta dos preços do petróleo para janeiro pela Saudi Aramco também animou operadores e contribuiu para o avanço dos contratos.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do petróleo WTI para janeiro teve alta de 4,87% (US$ 3,23), a US$ 69,49, enquanto o do Brent para o mês seguinte subiu 4,58% (US$ 3,20) na Intercontinental Exchange (ICE), a US$ 73,08.

Principal driver para o óleo nesta segunda-feira, investidores ficaram mais tranquilos quanto ao possível impacto da variante Ômicron do coronavírus sobre a demanda global. De acordo com o infectologista Anthony Fauci, que assessora o governo dos Estados Unidos em assuntos relacionados á pandemia, a nova cepa ainda não provocou nenhuma morte e os casos, até agora, apresentaram sintomas apenas moderados.

Operadores “corrigiram os preços para cima, já que os sintomas da nova cepa parecem ser mais brandos do que a reação do mercado na semana passada inicialmente indicou. O mercado de petróleo parece agora estar convencido de que os níveis de preços mais altos são garantidos e os prêmios são adicionados às barganhas da semana passada”, comenta a Rystad Energy, em relatório enviado a clientes.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



A consultoria ainda afirma que o aumento nos preços de venda oficiais para janeiro da Saudi Aramco também “pavimentaram o caminho para a alta do petróleo” nesta segunda-feira. “O aumento no preço sinaliza um claro aumento na demanda física na Ásia”, segundo a Rystad. De acordo com a S&P Global Platts, também houve aumento nos preços para o mercado dos EUA.

Para o TD Securities, no entanto, é possível que os ganhos do petróleo deixem os contratos mal precificados. A instituição avalia que a alta transmissibilidade da cepa Ômicron – e não a sua baixa mortalidade – deve estar mais atrelada a eventuais restrições à atividade.

Além disso, o banco de investimentos cita as negociações entre países desenvolvidos e o Irã pela retomada do acordo nuclear de 2015, que pode aumentar a oferta global do óleo em caso de avanço nas tratativas, além da liberação de reservas estratégicas realizada pouco antes da última reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) na semana passada.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto

Tópicos

petróleo