Finanças

Petróleo fecha dia em queda, após relatório mostrar aumento inesperado em estoque

Após a alta da terça-feira, 26, os contratos futuros do barril de petróleo caíram nesta quarta-feira, 27, depois que o Departamento de Energia (DOE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos publicou em seu relatório semanal um incremento inesperado de 2,8 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto. O aumento no estoque surpreendeu o mercado, que esperava que a trajetória de declínio das duas últimas semanas se repetisse.



O incremento nos estoques está relacionado sobretudo a interrupções não planejadas no refino do óleo, principalmente na Costa do Golfo dos Estados Unidos.

Um incêndio em uma fábrica de Houston também pode ter forçado algumas refinarias a desacelerar a operação por razões de segurança, segundo informações da Dow Jones. O relatório do DOE mostra que a taxa de capacidade de refino caiu de 88,9% para 86,6%.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato do petróleo WTI para entrega em maio fechou em queda de 0,88%, cotado a US$ 59,41 por barril. Já o barril tipo Brent para junho, negociado na Intercontinental Exchange (ICE), caiu 0,28%, para US$ 67,24.

Para a semana há uma expectativa do boletim mensal do DOE, em relação ao mês de janeiro. O mercado ainda mantém no radar a capacidade da Venezuela de manter sua produção, hoje em 1 milhão de barris por dia, após novos apagões de energia no país hoje. Novos ‘blackouts’ podem sinalizar que a produção do país pode parar completamente. (Com informações da Dow Jones)

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!





Tópicos

petróleo