Negócios

Petrobras: segundo trimestre fecha com prejuízo de R$ 2,71 bilhões

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

A Petrobras reportou uma perda líquida aos acionistas de R$ 2,7 bilhões no segundo trimestre de 2020, destacou a empresa em balanço divulgado nesta quinta-feira, 30. O dado representa uma melhora ante o prejuízo de R$ 48 bilhões do trimestre anterior. No segundo trimestre de 2019, a empresa havia reportado lucro líquido de R$ 18 bilhões. O prejuízo líquido da empresa no primeiro semestre foi de R$ 51 bilhões, contra lucro de R$ 22 bilhões em igual período do ano passado.

A empresa conseguiu reduzir o prejuízo principalmente “devido à ausência de impairments no trimestre e ao ganho proveniente da exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS após decisão judicial favorável, que teve um efeito de R$ 10,9 bilhões no resultado”, disse a empresa.

+ Petrobras: 2º trimestre fecha com dívida líquida de US$ 71,22 bi, queda de 14,9%
+ Petrobras informa que não vai prorrogar o acordo coletivo de petroleiros 

Excluindo esses fatores, o resultado teria sido pior por causa da covid-19 e seus impactos na operação, que prejudicaram os preços, margens e volumes. Neste cenário, a empresa teria apresentado prejuízo de R$ 13,7 bilhões.

No trimestre, o item não recorrente que se destacou foi a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS após ganho judicial, com impacto positivo de R$ 7,2 bilhões no Ebitda Ajustado e de R$ 10,9 bilhões no lucro líquido.

O Ebitda Ajustado caiu 33% na comparação trimestral e 23,5% na comparação anual, para R$ 24,98 bilhões. Segundo a empresa, o movimento foi influenciado pela queda do petróleo tipo Brent em reais, a alta volatilidade do mercado de óleo e gás e a contração da demanda global, que levou à redução nas margens de óleo e derivados. “O volume de vendas também foi impactado negativamente”.

“Também tivemos maiores despesas operacionais relacionadas a hedge e implementação dos planos de demissão voluntária. Esses fatores foram parcialmente compensados pelo ganho com a equalização relativa aos AIPs da área de Tupi e dos campos de Sépia e Atapu e por menores gastos gerais e administrativos”, disse.

A receita de vendas no período foi de R$ 50,89 bilhões, queda de 29,9% na comparação anual, e de 32,6% na comparação trimestral. Segundo a empresa, o resultado veio com a pandemia e o colapso dos preços do petróleo resultantes das negociações da a OPEC+.

Veja também

+Caixa paga hoje (13) auxílio emergencial para nascidos em maio

+Soros produzidos por cavalos têm anticorpos potentes para covid-19

+ Avó de Michelle Bolsonaro morre após 1 mês internada com covid-19

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

Petrobras prejuízo