Economia

Petrobras fecha poço do megacampo Lula após dano em linha de injeção de gás

A Petrobras informou nesta quarta-feira, 29, que teve que fechar um dos poços do megacampo de Lula, no pré-sal da bacia de Santos, depois de verificar dano em uma linha flexível (riser) da plataforma Cidade Angra dos Reis, mas não interrompeu a produção do campo.

O equipamento é utilizado para injeção de gás no processo de produção, informou a companhia em nota. “Não houve vítimas ou impacto ao meio ambiente e não foi necessário paralisar a produção”, destacou a empresa em nota ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

De acordo com a empresa, o poço foi fechado automaticamente pelo sistema de segurança da plataforma. A Petrobras ainda apura as causas do acidente, que repete uma ocorrência de 2017 na mesma plataforma.

Em dezembro do ano passado, Lula, o maior campo produtor do País, produziu 1,073 milhão de barris diários de petróleo e 45 milhões de metros cúbicos de gás natural.