Economia

Petrobras avalia efeitos da explosão, mas diz que não haverá desabastecimento

O diretor de Refino e Gás Natural da Petrobras, Jorge Celestino, afirmou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, que a empresa ainda avalia os prejuízos da explosão ocorrida na Refinaria de Paulínia, em São Paulo, mas tranquilizou a população sobre um possível risco de desabastecimento de combustíveis.

Segundo o executivo, não há risco de faltar derivados no mercado interno porque a produção da própria empresa e estoques são suficientes para compensar as perdas decorrentes do acidente.

No exterior, Celestino evitou definir prazos de normalização da operação. Disse que uma equipe ainda avalia os prejuízos e compensações.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?