Economia

Peso de São Paulo no IPCA sobe de 30,67% para 32,32% em nova ponderação, diz IBGE

Os gastos das famílias da Região Metropolitana de São Paulo ganharam relevância no cálculo da inflação oficial no País. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira, 11, a nova ponderação que servirá como base para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no ano que vem. A primeira divulgação sob a nova ponderação será em fevereiro de 2020, referente a janeiro.

As mudanças levam em consideração os pesos referentes à Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2008/2009, mais especificamente do mês de janeiro de 2009, com as contribuições atualizadas para a ponderação referente a janeiro de 2018, tendo como base as despesas monetárias das famílias captadas pela POF de 2017/2018.

São Paulo avançou de uma participação de 30,67% para 32,32%, enquanto Brasília cresceu de 2,80% para 4,09%.

Entre as 16 áreas que compõem o IPCA, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro foi a que mais perdeu participação na nova estrutura, passando de 12,06% para 9,41%.



Belo Horizonte ultrapassou a contribuição do Rio de Janeiro, embora tenha perdido relevância, saindo de 10,86% para 9,84% na nova ponderação.

O peso de Rio Branco passou de 0,42% para 0,51%, ainda no último lugar no ranking de participação.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago