Perseguir WeChat pode sair caro

Perseguir WeChat pode sair caro

Num mundo conectado, não rola tentar desplugar sem provocar estragos. E o presidente Donald Trump parece não ter pensado nisso. Na primeira semana de agosto, ele decidiu proibir a operação nos Estados Unidos dos aplicativos TikTok e WeChat caso não sejam vendidos de seus controladores chineses. As reações começaram. No caso do TikTok, haveria interesse de a Microsoft comprar parte da empresa por US$ 50 bilhões. Mas o WeChat é um bicho diferente. E mais complexo. A Tencent, sua dona, não parece ter qualquer plano de venda. E seus executivos já deixaram claro que não atuar em território americano afetará apenas 2% das receitas. Usado por 1,2 bilhão de pessoas, o WeChat faz parte do dia a dia dos chineses não só para trocar mensagens e socializar. Hoje o aplicativo é uma das principais fontes de notícias e, principalmente, uma imprescindível carteira digital na rotina da economia do país. Ou seja, crucial para as empresas americanas que atuam na China. Segundo reportagem do The Wall Street Journal pelo menos uma dúzia de gigantes corporativos, como Apple, Ford, Intel, Procter&Gamble, Walmart e Walt Disney, procuraram a Casa Branca para demonstrar preocupação e a dimensão dos estragos.

(Nota publicada na edição 1185 da Revista Dinheiro)

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?


Mais posts

3 Pontos

“As pessoas devem entender que uma coisa é digitalizar os processos, e que isso é uma obrigação. Outra coisa é a transformação digital de fato, uma nova forma de trabalhar e oferecer serviços e produtos ao mercado”Peterson dos Santos, fundador e CEO da Ateliware, que se posiciona como um ateliê de softwares Neste ano, a […]

Buscas na Amazon

Dois em cada três americanos que fazem compras on-line iniciam suas buscas pelo site da Amazon, mesmo que terminem a aquisição em outra plataforma. Abaixo os itens mais procurados em 2020. Fabio X   (Nota publicada na edição 1193 da Revista Dinheiro) Veja também + Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até […]

Olhe à frente… seis dicas pro futuro

Nascido há 25 anos, o grupo de mídia Fast Company sempre se pautou pela inovação. Aqui, cinco regras do novo-mundo-novo para quem [...]

iFood? Esqueça. Você pode escolher Singapore Airlines

Por um preço equivalente a US$ 474 você pode ter um cardápio de primeira classe da Singapore Airlines, uma das companhias aéreas de [...]

Solar, o novo rei da energia

Graças a políticas que incentivam a energia renovável, a energia solar começa a se tornar mais barata que a de outras fontes segundo relatório divulgado na terça-feira (13) pela Agência Internacional de Energia (IEA). Como a curva é de preços em queda, espera-se que ela domine cada vez mais o mercado na próxima década, impulsionado […]

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.