Edição nº 1150 09.12 Ver ediçõs anteriores

Perigo na torneira

Perigo na torneira

A água das torneiras das principais capitais e de muitas outras cidades brasileiras está cheia de agrotóxicos. Pelo menos uma em cada quatro metrópoles do Brasil enfrentaram problemas de água contaminada por pesticidas entre 2014 e 2017. Os números são de um estudo coordenado pela ONG Repórter Brasil e pela Agência Pública. No período destacado, as empresas de abastecimento de 1.396 cidades detectaram todos os 27 tipos de pesticidas que são obrigados por lei a testar. Desses, 16 são classificados pela Anvisa como extremamente ou altamente tóxicos e 11 estão associados ao desenvolvimento de doenças crônicas como câncer, malformação fetal, disfunções hormonais e reprodutivas.

São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Manaus, Curitiba, Porto Alegre, Campo Grande, Cuiabá, Florianópolis e Palmas estão entre os locais com contaminação múltipla. Para o diagnóstico, foram utilizados dados do Ministério da Saúde, obtidos em investigação conjunta entre as empresas e a organização suíça Public Eye. A falta de monitoramento é um dos problemas. Dos 5.570 municípios brasileiros, 2.931 não realizaram testes nas suas redes de abastecimento entre 2014 e 2017. Os testes comprovam que milhares de pessoas estão correndo risco ao beber um copo d’ água contaminada direto de suas torneiras de casa.

(Nota publicada na Edição 1117 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Desmatamento na Amazônia avança mais de 200% em outubro

O apetite das motosserras na floresta amazônica segue insaciável. Segundo dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia [...]

Combos livres no Burger King

Para ajudar a preservar o meio ambiente, o Burger King Brasil decidiu retirar as caixas de papelão do combo King Jr., voltado a [...]

Governo quer desobrigar empresa de cumprir cota para trabalhador com deficiência

O governo Bolsonaro quer acabar com a política de cotas para pessoas com deficiência ou reabilitadas. O projeto de lei 6.159/2019, que [...]

Empresas do Bem – A responsabilidade social da Cogna

A Cogna, holding que administra diversas marcas educacionais como Kroton, Saber, Platos e Vasta/Somos, está reforçando o seu papel social. Desde que Camilla Veiga assumiu a área de responsabilidade social da empresa, no fim de 2018, os projetos não param. Mais de 1,5 milhão de pessoas já foram impactadas por meio de 1,7 mil programas […]

A farra dos agrotóxicos

A aprovação de pesticidas, alguns deles proibidos em outras partes do mundo, tornou-se uma ação rotineira para o Ministério da [...]
Ver mais