Edição nº 1087 14.09 Ver ediçõs anteriores

Perigo em alto-mar

Perigo em alto-mar

O México é conhecido por ser um santuário mundial das tartarugas marinhas. Seis das sete espécies que existem no mundo habitam o mar mexicano. O país tem, inclusive, um programa permanente para proteger esses animais, que inclui sanções penais para quem as matar. Isso não impede, porém, que as atrocidades aconteçam. Em 28 de agosto, ao menos 303 tartarugas-oliva, espécie ameaçada de extinção, foram encontradas flutuando sem vida no mar, depois de ficarem presas em duas redes de pesca de atum, na costa da cidade de Puerto Escondido. Os pescadores do local tentaram libertar as tartarugas com vida, mas sem sucesso. A captura desses animais é proibida no país desde 1990.

(Nota publicada na Edição 1086 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Dieta devastadora

O aquecimento global deve elevar a temperatura média da Terra em 2°C até 2100. Além de agravar eventos como secas e inundações, o [...]

Legião sedentária

Mais de 1,4 bilhão de pessoas no mundo não praticam atividades físicas regularmente. É o que revela um estudo realizado pela [...]

Ajuda sueca

O plástico tornou-se o grande vilão dos mares, rios e oceanos em todo o mundo. Não seria diferente na África. Devido ao acúmulo de lixo [...]

Mulher empreendedora

O Club Homs, em São Paulo, será a casa da sétima edição do Fórum Empreendedoras, organizado pela Rede Mulher Empreendedora, nos dias 20 [...]

Molho sustentável

Uma das paixões do casal de empresários Leticia e Peter Feddersen é a gastronomia. A outra é viajar. Em meio a uma série de viagens ao [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.