Giro

Pentágono libera mais US$ 3,8 bilhões para o muro entre EUA e México

Pentágono libera mais US$ 3,8 bilhões para o muro entre EUA e México

Agentes da patrulha fronteiriça dos Estados Unidos fazem exercícios de treinamento no Novo México, nos Estados Unidos - AFP/Arquivos

O Pentágono não comprará vários aviões caça F-35 e drones “Reaper” para poder destinar mais US$ 3,8 bilhões para o muro que o presidente Donald Trump quer construir no México, segundo documentos enviados nesta quinta-feira (13) ao Congresso americano.

Essa medida amplia o orçamento previsto para apoiar os esforços de Trump na construção de um muro na fronteira sul do país, com objetivo de desmotivar a chegada de imigrantes em situação ilegal, um projeto o qual até o momento o Congresso bloqueou o financiamento.

Esse novo valor inclui US$ 2,2 bilhões do orçamento do Pentágono para 2020, que havia sido aprovado para a compra de equipamentos para a Força Aérea e a Marinha americana, segundo documentos consultados pela AFP.

O valor restante provém de fundos inicialmente destinados às operações externas das Forças Armadas americanas (no Afeganistão, Síria e Iraque).

Com o acréscimo do Pentágono, o valor destinado ao projeto defendido pelo presidente americano desde sua campanha eleitoral chega a US$ 9,9 bilhões, desde que o Departamento de Defesa dos EUA aprovou fundos para a construção do muro na fronteira com o México em julho do último ano.

O orçamento do Pentágono, que supera os US$ 700 bilhões ao ano, está relacionado a projetos e programas estritamente definidos pelo Congresso.

No entanto, a sede do Departamento de Defesa americano tem cerca de US$ 6 milhões em fundos arbitrários, que podem ser direcionados sempre para projetos considerados urgentes.

Entre os equipamentos que não serão comprados por causa do direcionamento do valor disponibilizado pelo Pentágono para o projeto de Trump, segundo documentos entregues pelo Congresso, estão os F-35, os drones armados MQ-9 “Reaper”, os aviões de carga C-130J e os aviões de reconhecimento marítimo, “Poseidon” P-8.

Quase um milhão de imigrantes foram detidos na fronteira sul dos Estados Unidos durante o ano fiscal de 2019, terminado em setembro, quase o dobro do registrado no ano anterior.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?