Giro

Pentágono e farmacêutica britânica fecham contrato milionário para vacina de COVID-19

Crédito: AFP/Arquivos

Militares dos EUA e tanques M1 Abrams na Alemanha, em fevereiro de 2020 - AFP/Arquivos (Crédito: AFP/Arquivos)

O Pentágono anunciou nesta quinta-feira (30) um contrato de 342 milhões de dólares com a gigante farmacêutica britânica GlaxoSmithKline para garantir a entrega de “grandes quantidades da vacina contra a COVID-19” aos soldados americanos.

Pfizer e BioNTech fecham acordo com Japão para fornecer vacinas contra covid-19

Covid: EUA contratam Sanofi e GSK para produção de 100 milhões de doses de vacina

O acordo de valor fixo, que teve a Glaxo como a única empresa a fazer uma oferta, consiste em “fornecer grandes quantidades de vacinas de vários provedores contra a COVID-19 em apoio a bases e pessoal militar dentro e fora dos Estados Unidos”, afirma a nota diária sobre contratos emitida pela entidade.

O contrato será executado em uma instalação da GlaxoSmith Kine na Carolina do Norte e tem como data limite 28 de fevereiro de 2021.

O Exército está encarregado de supervisionar a operação.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?