Edição nº 1142 14.10 Ver ediçõs anteriores

Pedalando com capital aberto

Pedalando com capital aberto

O crescente mercado de atletas amadores que levam a atividade física a sério está puxando os negócios da Brasil Ride. Apenas este ano, os 14 eventos de mountain bike e corridas de montanha realizados pela empresa reunirão mais de 10 mil ciclistas de 30 países em quatro estados brasileiros. Entre os patrocinadores, além de marcas do segmento, caso de Specialized, Shimano e Thule, estão também Land Rover, Conect Car, Oakley e Red Bull. Para 2020, a Brasil Ride pretende abrir o capital e levar uma prova para o circuito português – terra natal de seu fundador e CEO Mario Roma. Atleta olímpico da vela, Roma venceu recentemente o Mundial 24h MTB Solo, na categoria 55 a 59 anos, ao pedalar mais de 500 km sem sair de sua bike.

(Nota publicada na Edição 1135 da Revista Dinheiro)


Mais posts

A aposta segura de Neeleman

O empresário David Neeleman (foto à dir.), fundador da Azul Linhas Aéreas e sócio da portuguesa TAP, segue apostando parte de sua [...]

R$ 4 milhões em brownies

Em 2013, depois de testar 130 receitas de brownies e cookies, os sócios Francisco Veiga Salgado e Carolina Tellechea Cerqueira abriram em Florianópolis (SC) as portas da Browneria. Em cinco anos, o faturamento saltou de R$ 150 mil para R$ 2,5 milhões. E deve chegar a R$ 4 milhões em 2019, depois da abertura da […]

“O que destruiu a Venezuela não foi o socialismo, mas a mistura de nacionalismo com corrupção”

Maria Teresa Belandria, embaixadora da Venezuela no Brasil

A caminho dos R$ 10 bilhões

A Veedha, escritório destacado pela XP Investimentos em 2019, vai turbinar seu time de executivos e sócios para ampliar de R$ 3 bilhões [...]

A união do audiovisual

Um dos grandes desafios da indústria cinematográfica é equilibrar o tripé sobre o qual ela se apoia: produção, distribuição e exibição. [...]
Ver mais