Giro

Partido Trabalhista britânico apresenta um programa eleitoral progressista

Partido Trabalhista britânico apresenta um programa eleitoral progressista

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, está ao lado de apoiadores, enquanto posam em frente ao ônibus de batalha do partido, no lançamento do manifesto eleitoral do Partido Trabalhista em Birmingham, noroeste da Inglaterra - AFP

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, apresentou nesta quinta-feira o programa de seu partido, um projeto muito progressista, prometeu uma mudança radical e um acordo do Brexit se vencer as eleições de dezembro.

O programa do partido, que inclui várias nacionalizações e bilhões de libras para os serviços públicos, está “completamente calculado” e é viável, afirmou Corbyn.

Quanto ao Brexit, uma questão-chave para as eleições, o líder trabalhista promete negociar um novo acordo de saída com a União Europeia (UE) e submetê-lo à votação dos britânicos em um prazo de seis meses, em um referendo que também incluirá a opção de permanecer na UE.

No momento, as pesquisas mostram os trabalhistas no segundo lugar, muito atrás do Partido Conservador do primeiro-ministro Boris Johnson. Mas Corbyn espera convencer o eleitorado, como conseguiu nas eleições de 2017.

Antes de apresentar seu programa em Birmingham (centro da Inglaterra), o candidato afirmou que o manifesto tem “muitas medidas populares que a classe dominante bloqueia há uma geração”.

Reiterou os ataques aos ricos e poderesos e declarou que, após nove anos de austeridade sob diferentes governos conservadores, “chegou o momento de uma verdadeira mudança”.

Entre as estatizações anunciadas está a de parte da gigante das telecomunicações BT, medida que ele pretende adotar para cumprir uma de suas principais promessas: acesso gratuito de internet banda larga para a população.

O programa também prevê a nacionalização de ferrovias, do sistema de abastecimento de água e do correio, assim como investimentos bilionários em educação, transportes e saúde.

Os trabalhistas defendem ainda uma representação maior dos funcionários nos conselhos de administração das empresas e a diminuição da brecha salarial.

O partido também propõe a construção de 150.000 moradias sociais ou de baixo custo ao ano e o aumento dos impostos a 5% para os britânicos de alta renda.

Os conservadores – que concentram a campanha na concretização do Brexit sem novos adiamentos – contra-atacaram e anunciaram o projeto de redução dos impostos para as classes mais desfavorecidas, assim como a construção de pelo menos um milhão de casas em cinco anos.