Giro

partido do presidente Zelensky sofre derrota em eleições municipais na Ucrânia

partido do presidente Zelensky sofre derrota em eleições municipais na Ucrânia

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, sofreu um tropeço eleitoral nas eleições locais na Ucrânia, nas quais seu partido não conseguiu vencer em nenhuma das principais cidades, de acordo com pesquisas de boca de urna. - AFP

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, sofreu uma derrota eleitoral nas eleições locais na Ucrânia, nas quais seu partido não conseguiu vencer em nenhuma das principais cidades, de acordo com pesquisas de boca de urna.

Nenhum candidato da situação conseguiu conquistar a prefeitura em nenhuma das nove grandes cidades e centros regionais em que foram feitas as pesquisas, nem mesmo na cidade natal do presidente, refletindo um apoio eleitoral muito inferior ao obtido por Zelensky nas eleições presidenciais de 2019.

Os candidatos do Servo do Povo (partido do presidente) foram os mais votados em duas grandes cidades do centro do país, mas em outras sete grandes cidades tiveram que se contentar com a terceira colocação, segundo as pesquisas de boca de urna.

Seu partido perde o status de força dirigente em praticamente todas as regiões (…), é um golpe muito duro para Zelensky, que pode significar uma mudança de governo ou a antecipação de legislativas”, explicou o analista político Mykola Davydiuk.

A Ucrânia elegeu os prefeitos e vereadores municipais e regionais neste domingo, um dia de eleições considerado um teste para Zelensky, um humorista sem experiência política que assumiu a presidência ucraniana em abril de 2019 graças às promessas de acabar com a corrupção e resolver o conflito com os separatistas pró-russos no leste do país.

Seu partido, o Servo do Povo, também obteve maioria absoluta no Parlamento ucraniano no verão do ano passado.

Mas a popularidade de Zelensky despencou nos últimos meses, diante da ausência de mudanças concretas.

“Ao contrário de alguns de nossos vizinhos [como Rússia ou Belarus], temos este luxo de poder organizar eleições livres”, analisou o presidente na noite deste domingo em mensagem postada em sua conta no Facebook.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?