Edição nº 1103 11.01 Ver ediçõs anteriores

Parceria do bem

Parceria do bem

A CPFL Energia decidiu investir R$ 125 mil em um projeto de eficiência energética para a Escola Estadual Dimas Mozart e Silva, em Taquarituba (SP), que foi inaugurado em 9 de agosto. “Foi interessante ver o componente não só da tecnologia, mas também o conceito do uso racional de energia sendo disseminado pelos alunos”, diz Felipe Zaia, gerente da CPFL. Os alunos do colégio público paulista fizeram o projeto original – que ainda previa cisternas e sensores para torneiras e descargas –, para disputar o Prêmio Zayed de Energia do Futuro, em 2016. Eles avançaram para a etapa internacional, disputada nos Emirados Árabes Unidos, mas não receberam o prêmio, o que garantiria recursos para colocar o projeto em prática.

(Nota publicada na Edição 1086 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Aporte musical na Amigos do Guri

A ONG Amigos do Guri, do programa sociocultural Projeto Guri, que oferece cursos gratuitos de música a crianças e adolescentes do Estado de São Paulo, captou mais de R$ 6,7 milhões em 2018. Isso só foi possível graças à ajuda de pessoas físicas e mais de 30 empresas, como Visa, CTG Brasil e Mercedes-Benz. Esse […]

Semeando o futuro da conservação ambiental

Os meses de dezembro e janeiro são atípicos para o Parque das Neblinas, reserva da Mata Atlântica localizada entre Mogi das Cruzes e [...]

Um projeto para revitalizar o rio Parnaíba

Um projeto de lei do senador Elmano Férrer (Podemos/MA), que prevê a revitalização da bacia hidrográfica do rio Parnaíba – localizada [...]

A farra do agrotóxico

No dia 1º de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, assinaram a Medida Provisória (MP) 870, [...]

Brasil sem filtro

O verão fica mais intenso a cada ano, mas o brasileiro segue ignorando os malefícios do sol para a pele, diz pesquisa liderada pelo [...]
Ver mais
X

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.