Política

Para PSDB e parte do PMDB, Gustavo Rocha não tem ‘estofo’ para ocupar MJ

Na lista dos cotados para assumir o Ministério da Justiça, após a confirmação nesta quarta-feira da indicação de Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal (STF), o subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha, é visto por integrantes da cúpula do PSDB e parte da bancada do PMDB da Câmara como um candidato que não tem “estofo” para a vaga.

De parte dos tucanos, a avaliação é de que Rocha, apesar do bom trânsito junto ao comando do Palácio do Planalto, não tem “musculatura” para substituir Moraes, que até a indicação para o STF era filado ao PSDB.

Do lado da bancada do PMDB da Câmara, o surgimento do nome de Rocha como um dos cotados é visto com um “balão de ensaio” e que falta “estofo” para o auxiliar palaciano para ocupar o ministério. Os deputados da legenda irão insistir na condução de Osmar Serraglio (PMDB-PR) para o posto.

Apesar da resistência de alguns setores da base aliada, o subchefe de assuntos jurídicos da Casa tem um histórico de serviços prestados ao PMDB, que inclui a defesa do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso na operação Lava Jato.



A relação entre os dois foi confirmada pelo próprio advogado em sabatina realizada em maio de 2015, quando foi aprovado para ocupar uma cadeira no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

“Agirei com a isenção e a imparcialidade necessárias. Vossas excelências podem ter certeza disso” – assegurou Rocha por diversas vezes durante a sabatina.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel